Funil de Vendas – A importância de uma boa estratégia

Funil de Vendas – A importância de uma boa estratégia

247 Views

Dentro do mundo dos negócios é necessário sempre estar atento à melhor estratégia para conseguir atingir o sucesso. Ter cuidado não apenas com seu nicho, mas também com os clientes pode ser o diferencial entre atingir seus objetivos.

Saber trabalhar o marketing da sua empresa é essencial não apenas para quem está ingressando no mercado agora, mas também para quem já é um empreendedor estabelecido. Tendo isso em vista, investir tempo e esforço em um modelo de sucesso se torna imprescindível.

Dentro dos mais diversos modelos de marketing mercadológico que existe, um dos mais conceituados, com maior número de adeptos que existe é o “Funil de Vendas”, uma estratégia mercadológica criada ainda no século XIX, mas que vem evoluindo com o passar das décadas e séculos, e mostrando sua eficácia e adaptabilidade para todas as formas de negócios.

Seja para um negócio físico, ou como estratégia de marketing digital, vale a pena conhecer os princípios e métodos aplicados neste modelo.

Trabalhando com Funil de Vendas para marketing digital

Não importa se você trabalha com um negócio físico, ou com venda de produtos e serviços digitais, o Funil de Vendas é uma estratégia que não apenas abrange a exposição de produtos, mas foca sua atenção no cliente, levando-o para além da compra.

Este modelo se baseia em quatro pilares que são a chave do sucesso para qualquer negócio, atraindo a atenção dos clientes em potencial para o que é oferecido, gerando o desejo pelo produto, fechando a venda, mas mais do que isso, fidelizando para que sempre retorne.

Cada etapa do Funil de Vendas é essencial para o sucesso do modelo, que quando bem aplicado, não apenas garante o giro de produtos ou serviços, mas ainda garante o retorno do cliente para próximas vendas.

Vamos conhecer detalhadamente cada etapa deste modelo mercadológico para compreender melhor sua aplicação.

Topo do funil – Etapa 1: Atrair

No topo do funil, a parte mais larga dele é onde há o primeiro contato com o cliente em potencial. Na primeira etapa o objetivo é atrair a atenção do cliente em potencial, ou no caso do marketing digital, atrair cliques de usuários através da curiosidade ou de um assunto de interesse.

Nesta primeira etapa, é necessário trabalhar os interesses de quem pode se tornar cliente de seu serviço, visualizando ou buscando assuntos relacionados. Aqui o objetivo é a quantidade, levando o cliente em potencial a se interessar pelo que é exposto por seu negócio ou portal.

Para quem trabalha com produtos ou serviços oferecidos por meios digitais, quanto mais pessoas atraídas nesta fase, maiores as chances de conseguir atingir a meta de vendas e obter um lucro consistente. Por isso a apresentação de conteúdos relevantes, com investimento em títulos certeiros e palavras-chave mais buscadas é essencial.

Lembre-se que cada lado da apresentação é importante para a atração de cliques e usuários. Não adianta nada atrair cliques sem apresentar um conteúdo que leve o usuário a realmente se interessar. Por esse motivo o conteúdo é a parte mais importante da atração e deve ser trabalhado com cuidado.

Começando a afunilar – Etapa 2: Converter

Após atrair o cliente em potencial, a segunda etapa do funil de vendas entra em ação. Neste novo patamar é onde o interesse da pessoa é convertido para um fechamento de venda. A atenção e apresentação do produto ou serviço se torna ainda mais essencial.

É preciso converter o desejo do usuário em uma necessidade, pois a partir do momento em que ele começar a encarar o que você oferece como uma necessidade, seja social ou pessoal, sua vontade começa a ser amolecida.

Este é o ponto em que a decisão de adquirir o que é oferecido é tomada, por isso a atenção dada ao cliente é essencial. Seja em uma empresa física, onde o vendedor trabalha pessoalmente com cada interessado, ou em empreendimentos digitais, onde se busca atingir uma grande massa. A apresentação do produto e a importância ressaltada dele é a chave para a conversão de um cliente em potencial em um comprador efetivo.

Conduzindo o negócio – Etapa 3: Quebrando objeções

Na terceira etapa, quando a vontade do cliente ou usuário de um serviço já foi convertida, é a hora de encaminhá-lo para o fechamento do negócio, por isso verifique se existe alguma dúvida, garantindo assim que todas as objeções ou obstáculos sejam extintas.

Normalmente, quando as pessoas não conseguem mais objetar sobre algo, ou encontrar uma barreira que lhe impeça de adquirir algo que deseja, acaba se rendendo a esse desejo, por isso é importante que além do desejo, ele deixe de pensar no que lhe impediria de obter o que você oferece.

Por isso é tão importante trabalhar com cuidado cada etapa do funil, pois uma pessoa pode facilmente recusar algo que não deseje, mas quando sua vontade já está convertida, se torna possível conduzir a aquisição derrubando qualquer empecilho que possa apresentar.

Encerrando a negociação. – Fechamento e Fidelização

Ao chegar na última etapa do funil é que fechamos o negócio. É necessário, ao chegar neste ponto, garantir segurança para o cliente. Em caso de compras pela internet, oferecer um ambiente seguro é essencial.

Garanta que ele encontre a criptografia necessária para inserir dados de pagamento entre outras informações essenciais para a compra. Dar atenção a ele é essencial, além de garantir um serviço de qualidade, entregue dentro do prazo estipulado.

Mais do que propagandas, o marketing orgânico, gerado pelos depoimentos dos clientes pode se tornar uma ferramenta poderosa para adquirir novos clientes ou, até mesmo espantá-los, pois um marketing negativo de um cliente insatisfeito tem o efeito contrário ao desejado.

A satisfação do cliente não apenas pode gerar uma propaganda orgânica e gratuita do seu produto ou serviço, como garante o retorno do cliente. Um cliente que se sinta especial e valorizado, que seja bem tratado em todas as etapas da aquisição do produto, costuma retornar. Uma vez que a venda está fechada, se abre um novo horizonte de possibilidades com o mesmo cliente, que se torna ainda mais suscetível a fechar um negócio com alguém em quem confie do que com um completo desconhecido.

GOSTOU DESSE ARTIGO?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente dicas e conteúdo exclusivo!


Cadastro realizado com sucesso

Etiquetada como: